Cadastro Municipal para Artistas

O que é:

A iniciativa tem como objetivo ajudar profissionais e organizações culturais que perderam renda em razão da crise provocada pela pandemia do coronavírus. A Lei Aldir Blanc de Emergência à Cultura (lei nº 1407/2020) prevê repasse a estados e municípios que irão aplicá-lo em renda emergencial para esses profissionais.

Quando solicitar:

Os trabalhadores com atuação no setor cultural nos últimos dois anos, que não tenham vínculo formal de emprego e não tenham recebido o auxílio emergencial federal ou outros benefícios previdenciários ou assistenciais, seguro-desemprego ou valores de programas de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família. Além disso, não pode ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Requisitos, documentos e informações para fazer a solicitação:

O benefício será destinado a espaços culturais e artísticos, microempresas e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais com atividades interrompidas, como teatros independentes; escolas de música, dança, capoeira e artes; circos; centros culturais; museus comunitários; espaços de comunidades indígenas ou quilombolas; festas populares; e livrarias. O cadastramento tem a finalidade de gerar informações e estatísticas da realidade cultural local, com cadastros e indicadores a partir dos dados coletados.

Formulário para cadastro:

Os campos marcados com asterisco são de preenchimento obrigatório


FísicaJurídica









AtorFotografiaArtesanatoPontos de CulturaGrupos de MúsicaAudiovisualEscritorPoetaMúsicoProdutores CulturaisDança e/ou CapoeiraBibliotecas ComunitáriasOutros